quarta-feira, 19 de agosto de 2015

UMA PESCARIA INESQUECÍVEL !!!

                             
                                  1965- Rio Paraná/Pr.- Lembro desta pescaria como uma das
                                             mais divertidas que participei.. Nesta, pelo
                                             volume de peixes e pelos nossos sorrisos, da Mamãe,
                                              Maria e o meu; percebe-se que foi muito animada.
                                             Pudera, com tantos peixes no local onde ele acertadamente
                                             fundeou o barco, não poderia ser diferente.
                                             Nesta pescaria, ele dedicou todo seu tempo
                                             em colocar iscas  e retirar os peixes,  dos nossos
                                             anzóis.
                                             Lembro de tantas outras pescarias que eu acompanhava
                                             e Papai nos permitia transformar num divertido Pic Nic.

                                           

domingo, 9 de agosto de 2015

PAPAI

                                                Pai!!
                                                Sua elegância está no abstrato exemplo!

                                                Bom caráter e amigo!
                                                Corajoso e acolhedor!
                                                Severo e amoroso!
                                                Buscando o seu melhor e humilde!
                                                Generoso, discretamente!
                                               
                                                Pai!
                                               Obrigada pela sua maneira elegante
                                               Que nos amou!
                                 
                                               

                                               
                                     
                   
                                               
                                             
                               

domingo, 10 de agosto de 2014

TEMPOS REMOTOS -



                                   Apenas quando me debrucei sobre as fotos tiradas pelo
                                    meu pai, descobri uma série de negativos em um envelope
                                    com fotos nunca imaginadas por mim.
                                    A foto que Papai selecionou, ampliou e expôs em seu Estúdio
                                    Fotográfico, em minha memória havia sido tirada no então
                                    Jardim Progresso. Mas vejam, que esta foto nunca revelada,
                                    contém muito mais que uma bela Imagem.
                                    Precisei realocar-me ao Jardim São Jorge.
                                    Infelizmente, outras fotos não mostram o nome completo
                                    escrito na Caixa D´água, também.

                                    A foto selecionada por Papai é esta logo abaixo.Pura beleza.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

09/01/1954 - Porto Rico - Rio Paraná/Pr.

                                                   09/01/1954 - Porto Rico- Rio Paraná/Pr.
                                               
                                                Uma aventura deliciosa destes, que fazem parte dos que foram as primeiras famílias de japoneses e nipo-brasileiros de Paranavaí.
                                                 Esta exuberante Chalana, nos levou até uma Ilha com uma  imensa, refrescante e límpida Praia.

                                           
                                              09/01/1954 - Uma Doce Praia
                                                           
             

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

25/09/1966- FUNDÃO,RIO PARANÁ / Pr. - A MAIOR PESCARIA - JAÚ de 1,75 m e 81 kg -

                                         25/09/1966- FUNDÃO RIO PARANÁ - PR.
               
Minoru Takahashi , Mestre em Ciências Econômicas; - na  foto, o pescador .
Minoru, Creuzo e Wilson acompanhavam o pai Toshikazu, nesta que seria a maior pescaria; literalmente.
 As pescarias de barco, eram sempre preparadas com esmero e expectativas, levando em conta as experiências pelas águas do Rio Paraná .
           Linha nº 80 com 200 mts e anzol para peixes no máximo de 5 kg .  É o que foi  preparado diante
do tempo nublado e águas turvas. As pescarias de peixes dessas proporções, em barcos, eram realizadas sem varas de pesca.
            O dia não estava para peixe. Tanto, que outros companheiros de pescarias, desistiram do Fundão
e foram procurar rio acima, águas mais favoráveis.
            Wilson,. num determinado momento que segurava a  linha de pesca do Minoru, sentiu como se o anzol tivesse enroscado em algo nas profundezas do rio. Minoru pegou a linha novamente e dispõe-se a desenroscar e  resgatar o anzol. Quem pescou alguma vez e deixou o anzol enroscar em algo dentro das águas, sabe que são necessárias determinadas manobras e tranquilidade para não perder o anzol . Assim, Minoru, fisgou definitivamente o Jaú. Como não perder o peixe fisgado? Passados mais ou menos 10 minutos, percebendo que o peixe era  maior do que o esperado, Minoru passa a linha para o pai, um
pescador mais experiente, na ocasião.
                                                       
.                                                    
                                                     Toshikazu , o Jaú e a inesquecível pescaria .

Pode-se imaginar o nível de concentração e emoção que pairou sobre todos .O que fazer?   O peixe se move e leva junto quase 200 metros de linha , ele volta e recolhe-se a linha, importante cuidar para a linha não embolar .
Num determinado momento, pode-se ver o vulto enorme do Jaú.. Inimaginável!
 Duas horas nesse vai e vem até ser possível rebocá-lo e ir para a  margem do rio com muito cuidado para não por tudo a perder . Foi necessário descerem  para dentro do rio  e colocar o enorme Jaú no barco. Voltar até  Porto São José e acomodar o peixe inteiro,  no Jeep.
Em Paranavaí, foi uma festa de pescadores, amigos e curiosos. Todos ouviram  e viram  que o Jaú, não era conversa de pescador .  Além do que, levaram um pedaço do fabuloso Jaú, para saborear .  
Como de hábito,  parte de uma boa pescaria, era reservada para o Lar das Crianças .
A cabeça do Jaú foi embalsamada . Atualmente está sendo preservada pelo Creuzo Takahashi,  engenheiro agrônomo, em Monte Carmelo!MG




         
       

                                           

domingo, 19 de maio de 2013

WILSON TAKAHASHI -- 1953-1986

1953 Paranavaí/Pr-  Dna.Shizuko aos 40anos, com uma jovialidade de 30 e seu oitavo filho, Wilson.
Wilson Takahashi, com seu olhar cheio de curiosidade e meigice, anunciava já quem viria  ser.
          1953- Paranavaí- Wilson brincando com o pai de esconder, na varanda de casa.
                                                  1960- Paranavaí/Pr- Era um cientista nato.
                                         1961- Rio Paraná/Pr- É para mim a mais linda foto sobre a amizade
                                                      entre os irmãos, Creuzo e Wilson.
                                                          19/07/1970-Rio Paraná/Pr.-
                                                    Uma grande e feliz pescaria  com o pai.


 Wilson Takahashi, formou em Engenharia Mecânica pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica),
Casou com uma linda jovem mineira, Lourdes, em Paracatu/MG e tornou-se pai de duas lindas
meninas, Renata e Paula.
Wilson, foi um humanista e conquistou uma legião de amigos.

sexta-feira, 8 de março de 2013

1913 - 2013 - SHIZUKO TAKAHASHI

                                                                1913 - 2013

            Shizuko Taniguchi Takahashi- Ela estaria comemorando 100 anos neste ano, 2013.                                          
                                             Amável, Alegre, Solidária e  Doce Mulher.
                               Suas virtudes tão verdadeiras, transbordavam naturalmente.

                              1984 - Rio Amazonas-  Bodas de Ouro do seu casamento.

                                           1963 - Sete Quedas/Pr.- Então, uma jovem senhora com 50 anos.



   Fujinkai - Associação das Senhoras em dia de lembrar o Natal, junto as crianças  do Lar das Crianças.

   
    Fujinkai- Todos os anos  lembrando o Natal no Lar das Crianças.
                                                                    .